• Twitter
  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube

#AstroThreadBR

Dicas para uma thread de sucesso

Olá! Meu nome é Geisa Ponte e sou a criadora da #AstroThreadBR. Vim aqui dar umas dicas sobre como fazer uma thread astronômica com mais chances de bombar no Twitter. Se tiver alguma dica ou sugestão extra, fique a vontade para entrar em contato.

Pré-requisitos:

  • Ter uma conta ativa no Twitter, afinal, é lá que todo movimento das threads acontece.​​

  • No primeiro tweet é essencial lembrar de usar a hashtag certa: #AstroThreadBR. Cuidado na hora de escrever a hashtag. Não confunda com #AstroThreadsBR nem #AstroThread (sem o BR). Se puser a hashtag com algum erro/typo, sua thread não será encontrada.

  • Para aumentar o alcance, marque também o perfil oficial @AstroThreadBR. Marcar o perfil oficial não garante que sua thread será alavancada, é preciso ter cuidado com os conceitos físicos/astronômicos e também cuidado com a linguagem utilizada. Postura preconceituosa e linguajar excludente não são toleráveis.

  • Preciso ser astrônomo/a profissional para fazer uma #AstroThreadBR? Não mesmo! Basta você gostar de astronomia e saber do que está falando. Pesquise bastante o tema antes de escrever sua thread. Use fontes confiáveis (sites de universidades, por exemplo).

 

Agora em diante, são apenas dicas de quem faz. Segui-las ou não, é por sua conta. ;)

Postura e objetivos

​​

  • Pensar num tema de astronomia que você gosta. Prefira temas que você se sinta confortável pra falar. A ideia é que o processo seja agradável.

  • Acesse as #AstroThreadBR já feitas e para entender a proposta. Acesse a lista completa aqui: https://twitter.com/i/moments/1028079775120805889 - Lembre que cada tweet dessa lista corresponde a uma thread diferente e você precisa clicar na data de cada um pra ler a sequência completa.

  • Dê preferência a temas que ainda não foram abordados. Mas se quiser fazer uma "repetida" não tem problema. Geralmente as pessoas usam abordagens diferentes e isso pode enriquecer a discussão. 

  • Use a partir de 10 tweets. Minha thread mais longa tem 42 tweets.

  • Evite fazer uma thread só com texto. As imagens, gifs e vídeos são grandes atrativos, ainda mais pra quem está vendo aquele conceito pela primeira vez.

  • Procure imagens interessantes que falem sobre o tema a cada tweet. Gráficos de papers são ótimos, mas não são visualmente atrativos se usados repetidamente em sequência. Faça revesamento de imagens, gifs ou vídeos.

  • Cada tweet aceita até 4 imagens estáticas, ou 1 gif ou 1 vídeo. Também é possível colar links de vídeos pro YouTube, por exemplo, e aproveitar o thumb do vídeo. Ou links para reportagens que também apareçam thumb. Thumb é essa "prévia" com uma chamada interessante quando colamos um link (abaixo um exemplo).

 

  • Cuidado com os termos técnicos. Não tenha medo de simplificações, mas cuidado ao usá-las. É preciso bom senso.

  • Pense que você tá num almoço de família e quer que seu tio, sua avó e seu sobrinho de 12 anos entendam o que você tá dizendo. Como você falaria desse assunto pra eles? Use linguagem informal, faça contextualização com o dia a dia. Por que esse assunto é importante?

  • Lembre que o público da #AstroThreadBR é o público leigo que (na maioria dos casos) nunca estudou o assunto da sua thread. Você não está escrevendo para professores de astronomia nem colegas pesquisadores. 

  • Ainda na ideia de aproveitar a linguagem multimídia da plataforma: Memes são muito atraentes e seu uso é incentivado. Se você consegue arrancar uma gargalhada do seu expectador, mais chances dele ler até o final e dar RT na sua thread.

  • Evite palavrões, podemos ter crianças ou pessoas mais sensíveis lendo suas threads e não queremos pais chateados. 

  • Você pode dar olhada no seu português também. Todos erramos e isso é super normal e não estamos escrevendo pro professor Pasquale, mas se quiser dar uma passada do texto no corretor ortográfico antes de postar, não há nada de mal. :)

  • Pense se não está usando algum termo ou meme preconceituoso. Não faça uso de linguajar excludente. Comportamento desse tipo só afasta as pessoas e restringe muito o alcance da sua thread, até porque você não contará com nosso apoio.

  • Sugiro que o último tweet seja de leituras complementares (dispor links como "Se deseja saber mais sobre o assunto, leia")

Como otimizar a postagem?

  • Sugiro que você escreva o texto num documento (tipo Word, bloco de notas ou Google Docs). E então só depois vá colando no Twitter mesmo. Eu já me aborreci várias vezes com o navegador travando e eu perdendo todo texto escrito diretamente no Twitter. Regra pra toda vida: backup, backup e backup.

  • Particularmente eu prefiro o Google Docs porque ele salva sozinho as alterações. Vai que o computador trava? Acontece...

  • O Twitter tem uma plataforma que disponibiliza gifs, mas aprendi que usar os do site www.giphy.com é melhor. O site tem uma infinidade de gifs sensacionais e te deixa criar seu próprio (a partir de trechos de vídeos do YouTube, inclusive). 

  • Eu prefiro usar esse site porque consigo fazer o download dos gifs (se eu quiser) ou apenas usar o link da imagem desejada. O Twitter não deixa baixar os gifs.

  • Existe um site chamado Chirr App que ajuda a "quebrar" o texto corrido em 280 caracteres para postar. Isso é útil quando você escreve num documento de texto, como sugeri acima.

  • Você não precisa postar um tweet por vez. O Twitter te deixar postar uma sequência de até 25 tweets ao mesmo tempo, usando o + (imagem abaixo). Se sua thread tiver mais de 25 tweets, sem problema, basta lembrar de continuar a postagem a partir do 25º tweet pra que a linha não seja quebrada.

Pedras no caminho? Cuidado pra não tropeçar se elas surgirem.

  • Fazer divulgação científica pode mexer com seu ego. Esteja atento a isso. A ideia aqui é que o conhecimento seja espalhado e não retido.

  • A graaaaaaande maioria das pessoas que vêm comentar são muito agradáveis e algumas ficam realmente agradecidas, fazem muitos elogios. Cuidado com a falsa sensação de endeusamento. Autoestima forte é maravilhoso e todos queremos, mas mantenha o pé no chão.

  • Mesmo que você seja uma autoridade no assunto, seja acessível e simpático. Uma postura de "torre de marfim" afasta as pessoas ao ponto delas temerem fazer perguntas. Isso é bem desagradável e vai contra o objetivo da #AstroThreadBR

  • Também pode acontecer de surgirem trolls. Mantenha uma postura profissional ao respondê-los (se achar que deve, mas geralmente não vale a pena).

  • Se você é mulher, as chances de aparecer gente questionando ou fazendo comentários sexistas é bem grande. Eu não tenho um conselho particular sobre como lidar com isso, vai de cada uma, é muito pessoal. O que eu faço é: ignoro e bloqueio sem dó. 

  • Se sua thread fizer muito sucesso ou parar no Moments Brasil pode começar a aparecer mais pessoas fora da bolha e estatisticamente mais trolls e bots também virão. Mantenha a cabeça fria.

  • Pode aparecer perguntas de outras áreas (fora da astronomia). É comum. Atenha-se a responder o que você sabe, ou pesquisar bastante antes de postar a resposta. Não tem problema nenhum dizer "essa área eu não domino, mas você pode encontrar as respostas se pesquisar isso em (área de conhecimento ou algum link interessante)"

  • Mantenha-se fora de polêmicas com pseudociências, a não ser que você queira convocar uma horda de trolls pro seu perfil. Falar sobre questionamento do formato da Terra pode ser válido, mas pense bem qual é o seu objetivo e chances reais de mudar alguma coisa.

  • Eu (Geisa) evito falar de astrologia. Por quê? Coloco abaixo um slide de uma aula minha. E se você não concordar, tudo bem também :) 

Quero fazer threads científicas que não sejam de astronomia, e aí?

​Maravilhoso! A ideia é realmente ~contaminar todas as áreas. Eu já fiz até algumas chamadas públicas pra incentivar pessoas de outras áreas. Usando uma # unificada (como é o caso da #AstroThreadBR) todas as áreas ganham força e impactam muito mais.

ASTRONOMIA