• Twitter
  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube

#AstroThreadBR

O que é e como surgiu?

A #AstroThreadBR é um projeto de divulgação científica que usa uma hashtag do Twitter pra reunir em esforço coletivo  dezenas de astrônomos profissionais e amadores para estreitar os laços entre a população, cientistas e seu trabalho, além de advogar pela conscientização da importância dos investimentos em ciência de base e da educação acessível e de qualidade para todos.

 

Nosso lema é: "Nunca foi tão simples e divertido aprender astronomia". :)

Mas afinal, o que é uma thread do Twitter? Se você não tem familiaridade com o termo, sugiro uma lida rápida aqui.

 

Quem faz a #AstroThreadBR acontecer?

 

A ideia foi minha, mas temos dezenas de colaboradores ativos e que são a essência do projeto. Sem essas pessoas tão dedicadas e super engajadas nada teria acontecido e o projeto seria só uma ideia na cabeça. Tudo acontece pelo trabalho em equipe e todos autores da #AstroThreadBR são maravilhosos. São alunos de graduação, pesquisadores fazendo mestrado, doutorado, pós-doc e mesmo professores-pesquisadores de institutos como o OV/UFRJ e IAG/USP. Além deles, outras pessoas voluntárias amantes da ciência e astronomia amadora se juntam à nossa causa trazendo muito valor e pluralidade. Todos são muito importantes!

 

A primeira iniciativa em fazer threads de astronomia surgiu com a Ana Carolina Posses (Observatório Nacional) em fevereiro de 2018. As threads dela inspiraram a mim e outros colegas a fazermos threads também. Mas só em agosto surgiu a ideia da hashtag que unificaria tudo e seria o catalisador de todo alcance que temos hoje.

Para ver a lista completa de colaboradores/autores da #AstroThreadBR, veja a lista de contatos do perfil oficial. Sigam também o @AstroBotBR (criado pelo Ivan Almeida) que é outro repositório super útil do nosso conteúdo.

Linha do tempo #AstroThreadBR

HOJE

Ana Carolina Posses faz a primeira thread de astronomia

21/02/2018

03/08/2018

10/08/2018

Temos cerca de uma dezena de threads

Mais alguns astrônomos começam a fazer threads também

Thread sobre bolsas de pós-graduação ganha destaque e viraliza

Surge a ideia de  unir todas threads sob uma hashtag única

BOOM

A hashtag viraliza e muitas pessoas começam a fazer threads de astronomia

O número de threads cresceu exponencialmente, temos mais de duas centenas

Mais de 80 colaboradores, se juntaram a nós

10 a 14/08/2018

Como começou essa movimentação da #AstroThreadBR? 

Eu tive essa ideia em 10 de agosto de 2018, uma sexta-feira a noite enquanto navegava pelo Twitter (postagem abaixo). Alguns amigos e eu já fazíamos threads de ciência. Uma semana antes, 03 de agosto, com a #existepesquisanobr, uma thread minha sobre bolsas de pós-graduação teve também grande alcance. O texto foi publicado pela SBPC no Twitter e no Facebook, onde teve mais de 450 mil visualizações até a data de hoje. Graças a essa thread, a astronomia teve grande impacto na movimentação pela reversão dos cortes na CAPES (área em roxo na imagem abaixo).

Depois disso, veio a minha ideia de que poderíamos unir tudo numa hashtag onde todos os autores de threads astronômicas deixassem seus textos indexados para facilitar a busca de quem quisesse acessar o nosso conteúdo. Então nasceu a #AstroThreadBR. Em seguida eu reuni as threads já existentes num "Moments" onde cada thread aparece listada de forma organizada e visualmente interessante.

 

O resultado disso é que tivemos esse boom de novas threads de astronomia desde então. Dezenas de colegas e professores se entusiasmaram com a hashtag e começaram a fazer threads também. Antes da #AstroThreadBR não tínhamos nem 10 publicações com threads, agora temos mais de uma centena e subindo.

Por que falar sobre pesquisa científica no Twitter?

O contato direto com o público é um ponto fortíssimo. As postagens criam interações imediatas, as pessoas respondem rápido, compartilham, curtem. Muitos agradecem, mandam mensagens super agradáveis e motivadoras, que nos dá combustível pra continuar fazendo tudo que fazemos, desde a pesquisa em si, como a divulgação científica.

 

Num momento de cortes severos no financiamento de pesquisas, é importante que os cientistas invistam tempo para falar sobre o que fazem?

Muito importante! Comunicar ciência é parte essencial da carreira do cientista. Já temos o hábito de trocar experiências entre nós, em congressos, palestras, artigos em revistas arbitradas. Mas a comunicação com público precisa melhorar e nossa geração tem entendido isso, cada vez mais. A sociedade tem que saber o que fazemos, precisa acompanhar nosso trabalho. A educação básica no nosso país é deficiente e divulgar ciência é, além de tudo, espalhar o questionamento e o pensamento crítico.

A iniciativa de divulgar ciência precisa de agentes, sejam os cientistas profissionais ou os amadores, pessoas que dedicam seus tempos livres pelo amor a ciência sem receber muita coisa em troca. Todos podemos juntos melhorar a forma como a ciência é vista hoje no nosso país. Precisamos que as pessoas conheçam mais da ciência pro bem de todos, pra nossa espécie, como sociedade e pra economia. Países que investem em ciência na crise saem dela mais rápido, temos vários exemplos aí. E pra isso, as pessoas têm que estar do lado dos cientistas entendendo o que fazemos. Se a ciência parece algo sobrenatural e intocável, não temos apoio do público, apoio esse que se mostra essencial quando o financiamento diminui. É esse apoio que pode pressionar o governo e impedir cortes do investimento em ciência. 

Todas ciências estão perdendo investimentos essenciais e todas são de extrema importância pro nosso desenvolvimento. Não sei dizer o motivo dos astrônomos terem saído na frente, pode ser apenas uma coincidência. O Twitter é uma rede social bastante dinâmica e aparentemente bastante frequentada por profissionais da astronomia. Certamente, por já estarmos ativos por lá facilita bastante as coisas. Espero que possamos inspirar outras áreas a fazerem o mesmo.

Redes sociais são um bom espaço para falar sobre ciência?

Sim! É um espaço frequentado por pessoas de todas as idades, sobretudo pelos jovens. É o local ideal pra gente falar de ciência. A internet foi essencial pro meu aprendizado e amadurecimento do gosto por astronomia. Aprendi sobre a carreira de cientista com a profa. Dra. Duilia de Mello, que escrevia sobre a vida de astrônoma desde o início dos anos 2000 num blog. Ela me inspirou a seguir a carreira e também a muitos outros jovens a gostar de astronomia. Recentemente, aprendi que o Twitter era um excelente espaço pra falar de ciência com o prof. Dr. Jorge Meléndez (IAG-USP). Ele foi uma das principais influências pra essas threads estarem acontecendo hoje.

Criação da #AstroThreadBR

10 de agosto de 2018

ASTRONOMIA